sábado, 31 de outubro de 2009

Queijo de Nisa

Considerado por uma revista norte-americana como um dos melhores do mundo, o Queijo de Nisa é dos mais reconhecidos e apreciados queijos do Alentejo.

Curado, de pasta semi-dura e cor entre o branco e o amarelado, é produzido artesanalmente com leite cru de ovelhas da raça regional Merina Branca, coagulado com cardo vegetal, a que se segue um processo de esgotamento lento da coalhada e posterior maturação durante 45 dias. Tem a forma de um cilindro baixo e apresenta-se em dois tamanhos: merendeira, com um diâmetro de 10 a 12 centímetros e peso entre 200 e 400 gramas, e normal, com diâmetro de 13 a 16 centímetros e peso compreendido entre 800 e 1300 gramas. De aroma pronunciado e sabor ligeiramente acidulado. É reconhecida a sua especial afinidade com vinhos, uma das características que levou a revista norte-americana "Wine Spectator" a considerá-lo um dos 100 melhores queijos do mundo.

É produzido nos concelhos de Nisa, Crato, Castelo de Vide, Marvão, Portalegre, Monforte, Arronches e Alter do Chão.


Trata-se de um queijo DOP, que é além de ser consumido a nível nacional é igualmente exportado para França, Luxemburgo, Dinamarca, Brasil, Japão e E.U.A.

in"http://passosdegourmet.blogspot.com"

terça-feira, 27 de outubro de 2009

domingo, 18 de outubro de 2009

Quando a refeição conta mais do que a nota

Do outro lado do telefone, a voz não esconde um misto de revolta e resignação. "Calculo que estejam a ligar por causa dos rankings. Só querem saber de nós nestas alturas", atira José Bruno, director da escola Professor Mendes Remédios, em Nisa, que há três anos figura sistematicamente no fim da tabela das classificações dos exames do secundário.

Só ao quarto telefonema, José Bruno aceitou atender. Antes, confessa, tinha pedido à funcionária para dizer que estaria numa reunião o dia inteiro porque o assunto já o "irrita". Mas lá acabou por falar para "mostrar como é injusto" o tratamento mediático recebido todos os anos por esta altura. "Com base numa seriação de números feita de forma fria e sem qualquer contextualização, os jornais dizem que somos a pior escola pública do país. Parece que não andamos aqui a fazer nada, que mais valia fecharmos a porta e irmos embora. Isso dói. O que mais me desgosta é insistirem em comparar realidades que não são comparáveis", acusa.

As palavras saem-lhe cada vez mais depressa. Atropelam-se. Quando começa a desfiar as dificuldades e carências dos estudantes e de todo o concelho - "esquecido, envelhecido e desertificado" no interior alentejano - percebe-se porquê. Na escola, cerca de metade dos quase 700 alunos do pré-escolar ao secundário são apoiados pela acção social, o dobro da média nacional. Muitos partem para as cidades e vão trabalhar mal acabam o 9º ano. A maior parte dos pais não foi além da escolaridade obrigatória, trabalha no campo, em fábricas de transformação de pedra ou em pequenos serviços. Quase todos "têm muito baixas expectativas em relação ao futuro".

A realidade não pode ser mais diferente da dos colégios privados e escolas públicas das grandes cidades que figuram no topo dos rankings>. Mas o Ministério da Educação (ME) queixa-se, trata todos por igual. "Não tiveram a iniciativa de nos ajudar a melhorar. E nós precisamos de ajuda", desabafa. Ainda assim, José Bruno não desiste. Como os restantes professores do agrupamento e toda a comunidade, "veste a camisola" pela escola. Esta semana, docentes, pais, responsáveis da autarquia e representantes de várias instituições de Nisa encheram o cineteatro local para, em conjunto, elaborar um "plano de melhoria sustentada para quatro anos".

Muito longe dali, também ninguém deixa cair os braços. A básica e secundária do Carmo, em Câmara de Lobos (Madeira), uma das regiões mais pobres do país, costuma aparecer nas notícias pelas mesmas razões. Nos últimos cinco anos, só uma vez não ficou entre as 20 com piores resultados nos exames do secundário. Mas em 2006, depois de ter ocupado a última posição da tabela, traçou-se, mais uma vez sem a ajuda do ME, um plano de melhoria que começa agora a dar os primeiros sinais. O reforço do apoio aos alunos fez disparar as positivas no exame do 9º ano dos 5 para os 56%. E a aposta em cursos profissionalizantes ajudou a reduzir significativamente a taxa de abandono, que dantes era quase o triplo da média nacional. "Um milagre", numa zona onde a maioria dos jovens não quer prosseguir estudos, mas trabalhar o mais cedo possível "para arranjar dinheiro e ajudar a família", conta a directora, Sílvia Carvalho.

Também no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, colado à fronteira no norte da Beira Interior, são muito poucos os que querem ir mais longe. "Temos miúdos de 14 anos que já são os mais escolarizados de toda a sua família. Por isso, pensam que não são capazes de estudar mais e acham que isso de nada lhes serviria", explica a vice-directora, Cristina Perpétuo. Por ali, a pobreza impressiona. Há alunos que a escola tem de incentivar a tomar banho pelo menos nas duas vezes por semana em que têm Educação Física. Quase todos têm nas visitas de estudo a única possibilidade de conhecer a praia, ir ao cinema ou visitar uma cidade.

Por isso, a presença habitual nas últimas posições dos rankings entristece-a, mas não lhe abala a certeza de que, muitas vezes, as notas são o menos importante. "A escola é essencial para terem ao menos uma boa refeição por dia. Para conviverem com outros miúdos porque passam horas sozinhos com as ovelhas, sem ninguém com quem falar".

in"Expresso"

domingo, 27 de setembro de 2009

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Os Sites da (Pré)Campanhas



As Nossas Termas aos Olhos de Outras Gentes...

Decidimos ir a banhos e fomos até ao norte alentejano para conhecer o novo complexo termal da Fadagosa de Nisa, a funcionar desde Abril.

As termas de Nisa estiveram cerca de um ano encerradas. Mas em Abril deste ano, o projecto renasceu. A empresa Ternisa voltou a explorar as termas, desta vez com um projecto ambicioso que funciona todo o ano.

Ao passar a ombreira da porta, ao invés de ser estendido o tapete vermelho, desenrola-se o "Enxoval" da artista plástica de Joana Vasconcelos. A peça está exposta no átrio de entrada do espaço, desde a inauguração oficial deste, em Julho passado.

O complexo tem cerca de 3000 metros quadrados e no mesmo espaço ficam as termas, uma unidade de internamento com 23 camas e um centro de reabilitação física com um ginásio e duas piscinas. Mas não é só... Há um spa que é a cereja no topo do bolo, coisa rara por estas bandas.

Dias com água no bico

Para começar, há que separar as águas. De um lado, a água sanitária, utilizada no spa. De outro lado, a água termal. Os aparelhos localizados na zona termal utilizam água sulforosa, com PH de 8.15 e uma temperatura de captação de 19ºC, indicada para o tratamento de doenças músculo-esqueléticas, respiratórias, metabólicas e dermatológicas.

Para utilizar o spa, não é necessário a consulta médica que é obrigatória para a unidade termal. O balneário termal fica na ala direita do edifício, ao passo que o balneário do spa se situa no lado esquerdo. Os aparelhos utilizados são muitas vezes os mesmos.

Ambos possuem técnicas semelhantes. Encontramos hidromassagem e hidromassagem seca nos dois balneários. Pode desfrutar de um duche circular (ou duche Vichy), duche massagem ou duche agulheta, tanto com água sanitária como com água termal. E o tanque Hubbard (tanque com jactos de água reguláveis utilizado para realizar exercícios dentro de água) pode funcionar igualmente com os dois tipos de água.

Nas termas encontra pedilúvios e manilúvios (banhos aos pés e às mãos). No spa, pode relaxar no jacuzzi, na sauna e no banho turco (à data da reportagem, os últimos dois não estavam ainda em funcionamento). Se preferir, tem ainda uma sala de massagens à sua disposição.

Um spa que é spa

Para quem está habituado a frequentar spas de cidade pode estranhar este que aqui se encontra. Subtraiam-se as luzes ambiente, as salas intimistas e a decoração moderna característica dos muitos day spas e ficamos apenas um spa no sentido original da palavra: sanus per aquam, que traduzido significa saúde pela água.

Os visitantes podem optar por uma série de programas que combinam as várias opções disponíveis. São exemplos o relaxamento, o revigorante, o tonificante e o estimulante.

No programa Business Spa, o visitante usufrui da sauna, do banho turco e do jacuzzi. No Family Spa, pode desfrutar do banho turco, do duche circular ou de uma hidromassagem. No One Day Spa é o visitante que escolhe quais as três técnicas das quais gostaria de usufruir.

Há também terapeutas disponíveis para meter mãos à obra se o cliente optar por incluir uma massagem ao serviço pretendido. Pode inclusive solicitar um duche com massagem.

Ferver em pouca água

Nós experimentámos a hidromassagem seca. O visitante deita-se sobre um colchão de borracha e sem que a água lhe toque, são lançados jactos de água ao longo do corpo através do colchão que segue as ondulações da água.

A pressão e a intensidade são reguláveis. O corpo oscila sobre o colchão de borracha à medida que a água circula em movimentos ondulantes que ziguezagueiam de fora para dentro, na direcção da coluna, forçando o colchão a seguir esses movimentos, massajando quem sobre este está deitado.

O corpo aquece e deixa-se relaxar. Se sair da hidromassagem seca com uma leve sensação de dormência, não entre em pânico. É apenas porque se deixou embalar. Até porque jactos de água quente em costa dura, tanto se massaja até que cura...

Lifecooler - O Guia da Boa Vida

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Futura Sede do AlenTTerra

Agora que a já é oficial, após deliberação pela Câmara Municipal de Nisa no passado dia 19 de Agosto, a antiga Escola da Velada irá ser cedida, mediante contrato de comodato, ao Clube AlenTTerra!
A ideia da antiga Escola da Velada para sede do Clube surgiu logo na sua apresentação em Outubro passado, pelo que após contactos com a Câmara Municipal e após ultrapassadas as burocracias necessárias foi aprovado por unanimidade a sua cedência para a futura sede.
O AlenTTerra sempre teve como ideia fazer a sua sede num local rural, pelo que após algumas ideias pelos sócios surgiu a antiga Escola da Velada como o local ideal por preencher alguns requisitos que achamos essenciais: é um local que precisa de ser dinamizado, é um edifício que não tinha qualquer utilidade e que tem o seu valor histórico e nostálgico e acima de tudo porque o AlenTTerra é um Clube de Ar Livre!
Resta-nos agora restaurar o edifício e o espaço envolvente para podermos ter um local digno para sede, pelo que serão sempre bem-vindos novos sócios para aumentarmos cada vez mais o âmbito deste Clube.

in "http://alentterra.blogspot.com"

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Enfermeira Maria Madalena Morais é a candidata do BE

A enfermeira Maria Madalena Morais, de 47 anos, é a cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara Municipal de Nisa (CDU) nas eleições autárquicas de Outubro, revelou hoje à agência Lusa fonte partidária.

De acordo com a mesma fonte, a candidatura ao município de Nisa era uma das metas que o BE tinha traçado para o distrito de Portalegre.

O município de Nisa é liderado por Gabriela Tsukamoto, eleita pela CDU, que vai recandidatar-se a um terceiro mandato.

A deputada Maria Idalina Trindade é a candidata do PS e a gestora Fernanda Maria Policarpo é a cabeça-de-lista do PSD.

O CDS-PP também já anunciou que o agricultor Manuel Baptista, 57 anos, independente, é o seu candidato à Câmara de Nisa.

O executivo camarário de Nisa é constituído por três eleitos da CDU, um do PSD e um do PS.

No distrito de Portalegre, com 15 concelhos, o PSD lidera em seis municípios (Alter do Chão, Sousel, Fronteira, Marvão, Castelo de Vide e Portalegre).

O PS tem igual número de câmaras (Campo Maior, Arronches, Crato, Elvas, Ponte de Sor e Gavião), enquanto que a CDU lidera em três autarquias (Avis, Monforte e Nisa).

in "Diário de Noticias"

domingo, 9 de agosto de 2009

CDU apresentou candidatos autárquicos em Nisa

A CDU apresentou as candidaturas aos órgãos autárquicos do Concelho de Nisa: Gabriela Tsukamoto à Câmara Municipal, de que é presidente, e Teresa Almeida à Assembleia Municipal. João da Cruz Polido é o mandatário.

Foi feita ainda a apresentação dos cabeças de listas às Freguesias do concelho.

Gabriela Tsukamoto disse pretender “A continuidade do desenvolvimento económico e social do concelho de Nisa e preparar o futuro dos mais jovens”, tornando-o mais dinâmico e atractivo.

in "http://alvitrando.blogs.sapo.pt"


João da Cruz Polido é o mandatário desta recandidatura


Assembleia Municipal - Teresa Almeida


Juntas de Freguesia:

Alpalhão - Francisco São Pedro


Amieira do Tejo - Rogério Dias


Arês - Rosa Metelo


Espirito Santo - João Bicho


Montalvão - João da Costa


Nossa Senhora da Graça - João José Malpique


Santana - Elsa Ramalhete


São Matias - João Ferrer


São Simão - José Hilário

Tolosa - José Júlio Oliveira


in "http://www.radioportalegre.pt"

sábado, 25 de julho de 2009

CDS-PP já Escolheu Candidatos

O CDS-PP já escolheu os candidatos que vão disputar a presidência das câmaras municipais de Castelo de Vide e Nisa (Portalegre), nas eleições autárquicas de 11 de Outubro, disse à agência Lusa fonte partidária.
Lucina Morais (Castelo de Vide) e Manuel Baptista (Nisa) são os cabeças-de-lista do CDS-PP aos dois municípios.
A candidata à Câmara de Castelo de Vide, Lucina Morais, 59 anos, funcionária pública aposentada, é a Coordenadora Concelhia do CDS-PP naquela vila do distrito de Portalegre e concorre pela primeira vez à presidência do município local.
O município de Castelo de Vide é presidido por António Ribeiro, eleito pelo PSD, que vai recandidatar-se a um terceiro mandato.
O candidato do PS é o economista Rui Miranda e o médico Serpa Soares é o cabeça-de-lista da CDU à presidência do município. O executivo camarário de Castelo de Vide é composto por três eleitos do PSD e dois do PS.
O agricultor Manuel Baptista, 57 anos, independente, é o cabeça-de-lista do CDS-PP à Câmara de Nisa.

O município de Nisa é liderado por Gabriela Tsukamoto, eleita pela CDU, que vai recandidatar-se a um terceiro mandato.
A deputada Maria Idalina Trindade é a candidata do PS e a gestora Fernanda Maria Policarpo é a cabeça-de-lista do PSD.
O executivo camarário de Nisa é constituído por três eleitos da CDU, um do PSD e um do PS.
No distrito de Portalegre, com 15 concelhos, o PSD lidera em seis municípios (Alter do Chão, Sousel, Fronteira, Marvão, Castelo de Vide e Portalegre). O PS tem igual número de câmaras (Campo Maior, Arronches, Crato, Elvas, Ponte de Sor e Gavião), enquanto que a CDU lidera em três autarquias (Avis, Monforte e Nisa).

Apresentação de obra de Joana Vasconcelos "Valquíria - Enxoval"

No dia 1 de Agosto, pelas 17H30, no Complexo Termal de Nisa a artista plástica Joana Vasconcelos fará a apresentação da sua obra "Valquíria Enxoval", uma criação inspirada no artesanato de Nisa e nos enxovais que tradicionalmente integravam os dotes das noivas nisenses.

A apresentação da obra integra-se no acto de inauguração oficial do novo Complexo Termal de Nisa. Joana Vasconcelos iniciou em 2004 uma série de trabalhos inspirados nas Valquírias. Estas personagens femininas da mitologia nórdica, encarregues de seleccionar os mais bravos e valorosos guerreiros mortos em batalha, sobrevoavam os campos de batalha montadas em cavalos alados com o objectivo de recrutar os futuros guerreiros de Odin, soberano do reino dos deuses. Suspensos a partir do tecto, os enormes, estranhos e invulgares corpos têxteis das "Valquírias" de Joana Vasconcelos parecem também sobrevoar os espaços em prospecção de matéria nobre para tarefas "divinas".

A constituição de um "enxoval" capaz de reinterpretar o artesanato de Nisa resgatando-o de um abandono anunciado pela distracção e indiferença das gerações mais jovens em relação aos valores de um património rico, único e insubstituível parece ser o magno destino de Valquíria Enxoval. Conhecedora da riqueza e da importância que a olaria pedrada e os bordados de Nisa atingem nas suas máximas expressões,

Joana Vasconcelos propôs-se, em estreita colaboração com as artesãs e artesãos locais, a criação de uma obra que reúne alguns dos melhores exemplares dos bordados e olaria pedrada do concelho. Deslocando estes objectos ímpares das suas habituais funções e subvertendo a familiaridade e domesticidade com que habitualmente nos são apresentados, Joana Vasconcelos interpreta à luz da contemporaneidade os valores estéticos evidenciados através das diferentes técnicas e temas relacionados com a flora local – sobretudo representação de flores, parras, folhas ou cachos de uva – característicos do artesanato nisense.

Alinhavados, aplicações em feltro, rendas de bilros, frioleiras, pontos de cadeia, xailes bordados e a olaria pedrada são simbolicamente sintetizados numa obra festiva que homenageia interrogando a cultura e a identidade da região. A obra que agora vai ser apresentada nas instalações das Termas de Nisa, integrará posteriormente a colecção no Museu do Barro e do Bordado de Nisa.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Conferência de Imprensa - NISARTES

Entre o azul do céu, e o dourado da terra, vai realizar-se de 31 de Julho a 4 de Agosto, a NISARTES, por essa razão, a senhora Presidente da Câmara Municipal de Nisa, com o intuito de melhor informar a população em geral e a comunicação social em particular, convocou no passado dia 20 de Julho uma conferência de imprensa para divulgar e esclarecer as actividades deste reconhecido certame.

A reunião com os meios de comunicação teve início às 15 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Nisa, e foi conduzido pela Eng.ª Gabriela Tsukamoto, que procurou esclarecer e elucidar todos os presentes em questões relativas ao evento.

Da informação divulgada e concedida, consta que:
A
NISARTES é um certame promovido pela Câmara Municipal de Nisa, com a finalidade de promover e difundir o artesanato das artes tradicionais, bem como os produtos tradicionais, a gastronomia e as actividades económicas do concelho.

A
NISARTES realizar-se-á no Parque de Feiras da Zona de Actividades Económicas de Nisa, compreendendo uma área de 21000 m², 9000 dos quais cobertos. A Feira terá 200 stands de exposição e venda de artesanato e produtos agro-alimentares.
No espaço reservado à gastronomia existirão tasquinhas e restaurantes, nos quais se poderá degustar diversos petiscos, incluindo pratos tradicionais das mais variadas regiões.

Com um artesanato único no mundo, alvo de grande destaque e vencedor de vários galardões, representado no Museu do Traje, no Museu de arte Popular e no Museu de Etnografia, é pretendido pela organização que este seja a atracção principal do evento, convidando por isso, todos os artesãos a participar na sua mostra que vai desde a Olaria Pedrada, às Aplicações em Feltro, aos Alinhavados, às Rendas de Bilros, passando pelos trabalhos em Madeira e Cortiça. Além do artesanato nisense estará, também, representado artesanato de todo o Alentejo bem como de outras zonas do país, e ainda artesanato proveniente de países como a Espanha, o Peru, a Bielorrússia etc.

Outro grande atractivo da Feira é a rica gastronomia tradicional, para a qual estarão ao dispor várias tasquinhas e restaurantes onde se poderá usufruir dos mais diversos petiscos típicos. As tasquinhas e restaurantes serão da responsabilidade de colectividades locais e de restaurantes da região, nos quais é impreterível ter na ementa os pratos tradicionais, os petiscos, os doces típicos e o indispensável queijo de Nisa.

Contudo, a
NISARTES, não compreende apenas gastronomia e artesanato, pretende também, proporcionar um recheado programa de animação, contando para isso com a participação dos mais prestigiados artistas do meio musical a nível nacional e internacional, bem como dar espaço e destaque a grupos folclóricos e etnográficos do concelho de Nisa.

Para tal foi pensado um cartaz de animação rico e variado. Criou-se um programa que abrangesse vários estilos musicais (música popular, rock, folclore, fado e música tradicional) e várias faixas etárias, que trouxesse até à população artistas conceituados, conciliando bons espectáculos a preços únicos e irresistíveis.

Poderemos, em breve, desfrutar da presença dos seguintes artistas: João Pedro Pais, Alcoolémia, Ana Moura, Neguinho da Beija Flor, Orishas, Rita Redshoes, José Cid, Makongo, Patrice e Diapasão. No final dos concertos, um público mais jovem ou animado, poderá ainda contar com a animação de diversos djs todos os dias até às 5 horas.


Pelo segundo ano consecutivo, a NISARTES, expõe os mais diversos trabalhos dos artistas locais no MERCADO DAS ARTES, onde se poderão trocar ideias e incentivos, e ainda, onde se poderão vender os mesmos. Este espaço, é mais uma vez organizado pela ADN (Associação de Desenvolvimento de Nisa) que pretende contribuir para a animação e diversidade do Certame, e vê na expressão artística uma mais-valia para a população nisense e para Nisa.

A novidade este ano, foi mais uma vez, articulada pela ADN, e tem como mentor Tiago Pires (Estagiário do curso de Turismo do Instituto Politécnico de Tomar) é o 6050- FASHION, que tem como objectivo aliar o artesanato local à moda.


O dia 2 de Agosto vai ser dedicado ao desporto: terá lugar a atribuição do 4º Grande Prémio de Atletismo do Concelho de Nisa, ao vencedor da corrida pedestre promovida e organizada pelo Gabinete de Desporto da Câmara de Nisa e apoiado pela Associação de Atletismo do Distrito de Portalegre (AADP). A corrida englobará atletas femininos e masculinos, dos escalões e categorias de Infantis, Iniciados, Juvenis, Juniores, Seniores e Veteranos.

A prova terá inicio às 9h30 na Praça da República.

domingo, 19 de julho de 2009

Cegonhas na Praça da Républica de Nisa



Em Nisa dois jovens filhotes de Cegonhas já quase adultos, abandonam o ninho com fome e sede e procuram na Praça da Republica de Nisa a sobrevivência.

Parece que um dos progenitores se encontra morto no ninho junto ao edifício dos Correios, ontem um dos filhos atirou-se ao “ás quedas de água” onde era o antigo “repuxo” com sede e sem forças tendo permanecido durante a noite encharcado de água.

Fernando Bizarro deu com o “bicho” logo pela manhã de domingo, encharcado e sem forças, “somente com a cabeça fora de água”, palavras dele, e levou-a para o sol, junto ao Calvário.

Contactado Nuno Sequeira do Núcleo da Quercus Portalegre, foi-nos dito que o Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco (CERAS) já estava a par da situação, assim como a GNR de Nisa. Procedendo-se de seguida á entrega da cegonha no Posto da Guarda que fará a entrega ao centro de estudos.

Quanto ao outro jovem "Cegonho", que também desce ao espaço público principal da Vila de Nisa onde é alimentada e vai sobrevivendo, parece que se encontra bem de saude, com o apoio da "muleta" humana.

José Moura

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Nisa: Grande Prémio de Atletismo

Inserido no programa da NISARTES - Feira Internacional de Artes Tradicionais, a Câmara Municipal de Nisa com o apoio técnico da Associação de Atletismo do Distrito de Portalegre, vai levar a efeito no próximo dia 2 de Agosto de 2009, Domingo, a partir das 09H30, o 5.º GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO DO CONCELHO DE NISA - 10 KM. Pretendendo continuar com os bons níveis organizativo, competitivo e participativo, já habitual nas provas desportivas realizadas na nossa terra, convidamo-los a estarem presentes em mais uma grande manifestação desportiva. À semelhança da edição anterior haverá provas para os escalões jovens: 1 km Infantis, 2 km Iniciados e 3 km Juvenis. Ficamos ainda a aguardar a sua presença e a visita à bonita e “Notável Vila de Nisa”, assim como à NISARTES - Feira Internacional de Artes Tradicionais (entrada gratuita), que neste dia terá como cabeças de cartaz ORISHAS E RITA REDSHOES, entre outros.

in"http://tvtangas.blogspot.com"

segunda-feira, 6 de julho de 2009